Tudo na vida são escolhas

1/09/2015 LisComunello.com, Planejamento, Reflexões // ética

Se você me conhece há um certo tempo, já deve ter me escutado dizer que tudo na vida são escolhas. Geralmente uso a frase quando converso com amigos sobre questões pessoais, deles ou minhas. Mas blogs e sites fazem parte da vida de blogueiros e empreendedores, portanto é claro que aplico a frase também na hora de conversar sobre mídias sociais. Vem cá que o papo hoje são as escolhas que fazemos para nossos blogs e sites.

Pessoa observando o pôr-do-sol.

Imagem: Eisenmenger, em CC0-1.0.

Toda escolha tem consequências

Mesmo em uma escolha boba como pegar ônibus na rua de cima ou na de baixo tem consequência: você vê uma paisagem enquanto abdica da outra. Se escolhas simples têm prós e contras, escolhas mais significativas podem ser bem mais difíceis. E a consequência da sua escolha sempre virá, portanto, antes de fazer sua opção por determinada alternativa, avalie os pontos positivos e os negativos de cada caminho para que possa fazer uma escolha consciente e responsável. Porque assim como tudo na vida são escolhas, toda escolha tem um preço.

Disponibilizar para download conteúdo protegido por leis de Direitos Autorais talvez lhe traga um retorno rápido com banners e afiliados, mas se você for descoberto, terá que lidar com as penalidades das leis antipirataria. Destilar seu ódio contra minorias e incitar crimes de ódio pode resultar na Polícia Federal batendo na sua porta.

Antes de decidir o que fazer no seu blog ou site, que tipo de conteúdo publicará, que layout você usará, analise as consequências. Você terá que lidar com elas gostando ou não, portanto dê uma atenção especial ao lado da balança onde estão os contras. Isso também é planejar a imagem da sua marca, planejar seu blog/site.

 

A consequência é exclusivamente sua

Costumo dizer que não recomendo isso e sim aquilo. Em alguns assuntos, sou mais incisiva: não faça tal coisa. Mas a verdade é que a escolha é só sua, pessoal e intransferível. Ainda que eu recomende ou reprove determinada ação, se você quiser fazer o contrário, você o fará. O blog é seu, o site é seu, você é adulto, você é quem sabe com quais situações dá conta de lidar.

Se discordo da escolha de alguém o que posso fazer é o que já faço e continuarei fazendo: não me envolverei com aquele projeto. Não trabalho com blogueiros que praticam plágio, por exemplo, assim como não me associo a pessoas que discriminam minorias. Do mesmo modo que serão seus os louros por um trabalho ético e de qualidade, também serão exclusivamente suas as consequências negativas de más escolhas que você fizer.

 

Escolhi errado, e agora?

Agora a única atitude madura e responsável possível é encarar de frente as consequências. Assuma seu erro sem tentar jogar a culpa em outras pessoas, admita o problema sem tentar minimizar dizendo que “não foi tão feio assim”. Enfim, haja como o adulto que você é.

Quais os resultados das escolhas que você fez até agora para seu blog/site? Caso alguma tenha se provado errada, como você lidou com a situação? Se não está muito seguro das escolhas que deve fazer, vamos conversar, quem sabe eu possa ajudá-lo. :)

Por

Lis Comunello

Publicitária e Social Media. Curitibana perdida em Floripa, troco o dia pela noite, sou chocólatra e louca por gatos.

Deixe seu comentário:

Tags

Ir ao topo