O que é permalink?

6/07/2015 SEO // link building, tráfego orgânico, tutorial

No post sobre plágio expliquei que o crédito ao autor do conteúdo que você utilizou deve ser dado com permalink. Mas o que é permalink? Serve só para dar crédito para outros autores? Não. Permalink pode ser de qualquer jeito? Também não. E por que é importante e para que mais serve? Vem cá que o post hoje é sobre um daqueles detalhes que tantos blogueiros esquecem, mas que é essencial para o SEO do seu blog. :)

Omnibox.

Imagem: Descrier, em CC-BY-2.0.

O que é permalink?

Permalink ou URL é o link permanente de um conteúdo – pode ser um artigo, uma imagem, um vídeo, etc. Vamos ao exemplo que fica mais fácil de entender: a primeira imagem é o link da home, a segunda é o permalink de um post.

Link da home.

Link da home. Clique para ampliar.

Permalink do post.

Permalink do post. Clique para ampliar.

A diferença é bem evidente e é muito simples conseguir o permalink, afinal é só olhar na barra de endereços.

 

Para que serve?

Que serve para dar crédito corretamente a autores de conteúdos você já sabe. Agora precisa saber o quanto permalinks são importantes para o SEO de blogs e sites. Já se perguntou como os robôs dos mecanismos de busca funcionam, como eles fazem para encontrar conteúdos que respondam ao que digitamos na caixa de busca? Em 2013 o Google anunciou o lançamento de um site que mostra o funcionamento dos motores de busca, você pode conferir aqui: How Search Works. O site está em inglês, mas é fácil de entender – se preferir uma explicação em português, clique aqui.

São basicamente três etapas: rastreamento e indexação, algorítimos e combate ao spam. O rastreamento depende bastante de palavras-chave e é aí que o permalink de um conteúdo entra: se ele tiver palavras-chave sobre o conteúdo da página, maior a chance de conseguir melhor posicionamento no resultado das buscas. Esse não é o único critério para conseguir bom posicionamento, mas é um fator muito importante e é sobre isso que estamos tratando agora.

Observe o permalink das páginas que você acessar e logo perceberá que muitas vezes a URL contém números e letras que nada dizem sobre o conteúdo da página – isso é péssimo, é um erro básico (por isso mesmo é um erro feio) e é fácil corrigir (o que torna o erro ainda mais feio). Você já entendeu o princípio básico: um permalink deve indicar qual é o conteúdo da página e, preferencialmente, usar palavras-chave sobre aquele conteúdo para que consiga alcançar melhores posições nos resultados das buscas. Porém algumas plataformas trazem por default o permalink cheio de códigos e números que nada dizem – felizmente no WordPress é muito fácil corrigir isso. Mas antes de partirmos para a ação alterando suas URLs, precisamos definir qual estrutura iremos usar.

 

Escolhendo a estrutura

Alguns defendem que o permalink deve conter a categoria a qual o post pertence, outros preferem incluir a data de publicação do artigo, enquanto outros preferem apenas o nome do post. Realmente a data de publicação do artigo é uma informação importante, afinal conforme o que você estiver pesquisando precisará identificar se aquele conteúdo se refere a antes ou depois de algum acontecimento específico. Exemplo: antigamente usávamos meta keywords para melhorar o posicionamento das buscas, mas atualmente o Google não considera mais isso – se o artigo não tiver a data de publicação, como o leitor saberá se a indicação para usar ou não meta keywords continua uma sugestão válida ou está ultrapassada? A data é importante, sim, mas pessoalmente prefiro que ela esteja no conteúdo da página e não no permalink.

Já a inserção da categoria no permalink costuma ser defendida por especialistas em SEO. Segundo eles, isso contribui para a otimização do conteúdo, pois desse modo oferecemos mais informações úteis aos robôs de busca e, consequentemente, melhor indexação e posicionamento nos resultados. Entendo a defesa deles, faz todo sentido para mim. Porém, planner que sou, não consigo deixar de tentar prever o máximo possível de necessidades futuras e me preparar antecipadamente para elas. A experiência de anos e anos produzindo conteúdo para blogs e sites me ensinou que, por melhor que você planeje sua taxonomia inicialmente, em algum momento futuro é possível que você precise reestruturá-la. Você pode precisar mudar nomes de categorias, pode precisar transferir posts de uma categoria para outra. E aí o permalink do artigo irá mudar, levando-me a duas perguntas:

  1. Se o permalink mudar, como fica a indexação daquele conteúdo para os motores de busca?
  2. Como ficam os links feitos (por você mesmo e por outros blogs e sites) que levam ao link antigo do conteúdo?

A resposta para as duas perguntas poderia ser resumida assim: caos no linkbuilding, prejuízo na indexação, muito trabalho e stress para arrumar tudo. É por isso que, pessoalmente, prefiro que a estrutura do permalink tenha apenas o domínio e o nome do post. Na minha opinião, um bom permalink fica assim:

seudominio/nome-do-post

 

Corrigindo URLs no WordPress

No dashboard, vá em Configurações > Links Permanentes. Como você pode ver, o padrão usa letras e números que nada dizem sobre o conteúdo das páginas, mas podemos mudar isso facilmente sem precisarmos abrir os arquivos do código do seu layout.

Estrutura de permalinks no WordPress.

Estrutura de permalinks no WordPress. Clique para ampliar.

Basta selecionar Nome do Post e a estrutura do seu permalink ficará assim:

seu-dominio/%postname%/

 

Otimizando uma URL específica

Mesmo corrigindo a estrutura padrão dos seus permalinks, ainda assim pode ser necessário ajustar permalinks de posts específicos. Motivos? Um post cujo título seja atraente para pessoas, que desperte a curiosidade de quem vê seu post no resultado das buscas, mas que não é interessante para os motores de busca (sem palavras-chave, por exemplo). Ou o título do post é muito longo. Seja qual for o motivo, você pode querer e/ou precisar ajustar algum permalink específico. E aí, #comofaz? É facílimo!

No painel de edição de posts, note que logo abaixo da caixa para digitar o título do seu artigo há o link permanente do post que você está escrevendo. Um pedaço não é editável (seudominio/), mas o restante sim: há uma “caixa” ressaltada em cor diferente e, ao lado, o botão Editar.

Edição de permalink de posts no WordPress.

Edição de permalink de posts no WordPress. Clique para ampliar.

Clique em Editar e a caixa abrirá para que você possa editar o permalink do post em questão. Você pode inserir palavras-chaves, retirar palavras que não ajudem nos resultados de buscas, etc. Não escreva tudo junto, use hífen entre cada palavra.

E então, viu como é simples? Simples de compreender, simples de fazer. Ou seja, quero ver todo mundo usando permalink direitinho, tanto na hora de montar a estrutura dos permalinks quanto na hora de fazer crédito aos autores cujos conteúdos vocês utilizam. :D

Por

Lis Comunello

Publicitária e Social Media. Curitibana perdida em Floripa, troco o dia pela noite, sou chocólatra e louca por gatos.

Deixe seu comentário:

Tags

Ir ao topo